segunda-feira, 2 de junho de 2008

A ÉTICA REFLETE O AGIR HUMANO.



"O tema central da Filosofia da Educação clássica foi o "ser". O da Filisofia da Educação moderna foi o "conhecer". E o tema da educação contemporânea, crescentemente, tem se tornado o "agir". Edna Silva.



Como a Educação pode contribuir para uma sociedade mais ética?



Tanto na Comunicação quanto na Educação, a Ética representa um importante tema de estudo , uma vez que na atualidade o grande problema das sociedades é o agir humano. A competição no mundo do trabalho e nas relações sociais em geral, a violência, a solidão, a genética aplicada, os preconceitos, tanto sociais, religiosos, raciais, sexuais...requerem uma reflexão orientada pela ética. Todos nós vivemos, e a cada dia mais fortemente, os efeitos da política mundial que parece desconhecer os princípios fundamentais da ética. Na simplificação do pensamento de Kant como :" Não faça aos outros o que você não gostaria que fizesse a você".

A Educação, entendida como uma possibilidade de ação conjunta para melhorar a sociedade em que vive, não pode eximir-se de refletir sobre o seu papel de empreender esforços para tudo que puder contribuir para melhorar o entendimento e a aplicabilidade dos conceitos e reflexões possíveis a partir da ética.

O agir humano tem se constituído num verdadeiro problema, que a Educação busca resolver considerando questões como: Qual a melhor maneira de agir enquanto homens e mulheres que somos? O que fazer para resolver problemas sem criar outros? Até que ponto posso interferir na vida do outro? O que realmente conta na vida ? Como viver sem provocar mais conflitos que o necessario? Quais devem ser minhas prioridades em relação a aproveitar ao máximo minha passagem pela vida? Essas questões estão ligadas ao que chamamos de valores advindos da moral.







Fonte: Revista Mundo Jovem.

quarta-feira, 28 de maio de 2008

PESSOAS ÉTICAS PARA UMA SOCIEDADE ÉTICA.

"A ética pessoal, lamentavelmente, está bastante esquecida. Fala-se muito, nos últimos tempos, de ética social e pouco de ética das pessoas. É necessário voltar a falar de ética da pessoa, porque, sem éticas, não há sociedades éticas". Adela Cortina.

Ética pessoal não quer dizer que cada uma faz a seu gosto, segundo lhe parece mais apropriado, isso seria ética idiossincrática ( maneira de ser própria de cada pessoa).
A ética é uma força de caráter e, para chegar à felicidade e a justiça, existem os caminhos. É verdade que cada um pode fazê-lo à sua maneira, porém, tem que encarnar valores de justiça e de responsabilidade; pois, não se pode viver de qualquer jeito. Por exemplo, alguém pode dizer: "a mim, o que interessa é fazer o que eu gosto ". Porém, esta pessoa, não vai ser justa e consequentemente não será feliz. Quer dizer, fazer apenas o que apetece não é ser ético. Essa é uma opção que a pessoa faz individualmente, porém, a opção individual não é o mesmo do que a ética pessoal.

MCS, INTERNET...

Os meios de comunicação têm um enorme poder por meio das informações, das opiniões, do entretenimento, de formar cidadãos, gente bem informada, gente que pode ter uma opinião nacional e nesta tarefa , eles têm uma grande responsabilidade. Portanto, tem que buscar a ética.
Na internet, cada um entra com sua ética. Daí, então , que a ética pessoal é indispensável. Porque se podem colocar controles legais para evitar a pornografia, para evitar que se passem informações sobre como são feitas as bombas, por exemplo. Porém, aquele que entra na internet, leva sua ética pessoal.

SER LIVRE? É POSSÍVEL? QUEM É LIVRE?

Ser ético, por um lado, é buscar ser uma pessoa verdadeiramente livre, isto é, não agir dessa ou daquela forma porque dizem os amigos, porque diz a televisão, ou qualquer outro. Quando agimos pela influência de algo ou de outra pessoa não somos livres. Primeiro, está a idéia clássica : "Conhece-te a ti mesmo', observa quais são os seus desejos, e trata de conduzir tua própria vida. Porém, essa liberdade, sempre tem que encontrar-se no marco da justiça. Uma pessoa não é autenticamente livre se não se dá conta de que é importante que os que estão com ela e que todos os seres humanos têm, também, que ser livres. A liberdade passa, também, pela apreciação da justiça. Somos livres uns com os outros. Ninguém é livre solitariamente. A liberdade se conquista com outros, comunitariamente.



Fonte: Revista Mundo Jovem.

ÉTICA NA ESCOLA ? O QUE É ÉTICA?

"O que devo fazer? Esta pergunta mostra que os seres humanos não nascem geneticamente pré-programados.(...) O ser humano deve... construir ou conquistar o seu ser. Ele não nasce pronto, se faz ser humano, se torna pessoa". (Sung & Cândido da Silva)



A tarefa da ética tem sido, desde sempre, a de forjar o caráter das pessoas para que sejam justas e felizes. Portanto, a ética é um saber para a justiça e a felicidade, para o qual há de se desenvolver um caráter, adquirir umas virtudes, alguns hábitos, porque não se improvisa a felicidade. Não se é feliz por acaso. Porém, temos que buscá-la.



Normalmente, é comum usar os conceitos de ética e moral como sinônimos, para significar o conjunto de valores, normas e práticas que caracterizam um determinado modo de ser do homem. Entretanto, podemos diferenciar ética de moral. Assim, o conceito de moral é usado para identificar um determinado modo de agir do ser humano, regido por normas e valores, hábitos e costumes. A moral se relaciona com o comportamento prático do homem. Por sua vez, ética é a reflexão sobre o comportamento moral. É uma reflexão teórica que analisa e critica ou legitima os fundamentos e princípios que regem um determinado sistema moral.



Pode-se ensinar a ética? Pode-se ensinar a ser virtuoso? Evidentemente que há uma parte que se pode ensinar, que se tem que ensinar e que se tem que aprender, porque existe um desenvolvimento moral ao longo da história e existem questões morais que precisam ser estudadas e aprendidas. Por isso, tem que haver ensino de ética na escola, onde se aprendem valores, princípios, etc. Porém, o comportamento moral é distinto em cada pessoa. Sendo assim, há uma responsabilidade muito grande dos educadores, porque se os alunos vêem que se ensina uma coisa e se faz outra, será muito difícil acreditar que esses valores realmente valem a pena. Porém, para viver eticamente é muito importante que os educadores vivam coerentemente, para que seus alunos se dêem conta de que efetivamente, falam de valores em que realmente acreditam e praticam.